blog-assessibilidade-digita2l

ACESSIBILIDADE DIGITAL

Desde a virada do século, no começo dos anos 2000, ouvimos que estamos vivendo a era digital. Já quase 22 anos depois, nos vemos cada vez mais imersos na tecnologia. A internet hoje é trabalho, facilidade, localização, informação, educação… São poucas as coisas que podemos fazer sem estar online. O que acontece então com quem não tem acesso a internet ou a tecnologias tão comuns do nosso dia a dia?

Entender a importância da acessibilidade digital em todos os âmbitos da nossa vida é compreender que, assim como um cadeirante precisa de um elevador em um prédio com escadas, os surdos precisam de acessibilidade em Língua de Sinais para navegar nos sites. Como a Libras (a Língua Brasileira de Sinais) é a primeira língua da comunidade surda, a maioria dos surdos não compreende o português e depende da tradução para Libras nos textos e vídeos para poder usar os sites. E assim funciona para as pessoas com deficiência física, intelectual, visual, etc. que também precisam de acessibilidade digital para usufruir da internet.

Para que fique tudo bem explicadinho, trouxemos três razões para você pensar na acessibilidade digital com carinho e não ficar com dúvida alguma!

  1. Empatia: entender o outro, mesmo sem viver o que ele vive

Acessibilidade digital tem a ver com muita coisa, mas sem dúvida, a mais primordial delas é a empatia. A mesma empatia que você sente ao ver um velhinho entrando no ônibus e que te faz levantar do seu lugar e oferecê-lo a ele. É se colocar no lugar do outro pensando “E se fosse eu? E se eu tivesse 85 anos e tivesse que me segurar, em pé, em um ônibus em movimento?”. Quando a gente fala de uma internet mais acessível a gente está falando sobre empatia. Imagina como seria se você não pudesse ler nenhuma das notícias que você lê todo dia de manhã?

  1. Levar sua mensagem a todos!

Tem muita gente que não tem acesso ou não compreende coisas na internet que são simples para a maioria de nós. A sua empresa ou o seu Blog hoje não conseguem alcançar mais de 10 milhões de pessoas – esse é o número de surdos hoje no Brasil. Você sabia que a maioria deles não compreende o português? Cerca de 80% dos surdos do mundo são analfabetos nas línguas escritas. Estamos falando de 5% da população brasileira, que você não consegue atingir com a sua mensagem. Isso porque não estamos contando as pessoas cegas que não possuem um leitor no computador ou pessoas com dislexia severa. Hoje, 25% da população brasileira possui algum tipo de deficiência.

Não apostar na acessibilidade digital é desperdiçar uma oportunidade enorme, como falamos nesse texto aqui!

  1. Falar com quem ninguém fala!

No Brasil, pouquíssimos sites são acessíveis – só 1% do total. Isso faz com que as poucas organizações que se preocupam com a inclusão e investem e acessibilidade digital saiam na frente da maioria. Elas têm as portas abertas para mais de 45 milhões de brasileiros com deficiência – um público enorme, com o qual quase ninguém se comunica. Já pensou como seria ter a atenção de tanta gente de uma vez só?

É isso que acontece quando você tem um site acessível. E o melhor é que a via é de mão dupla: as organizações ganham com tudo isso e as pessoas com deficiência podem interagir com elas, aproveitando tudo o que têm a oferecer!

Faz sentido, não é mesmo? Agora que você já sabe o tamanho da importância da acessibilidade digital para quem depende dela, é hora de colocar a mão na massa!

Empatia

Para começarmos, você precisa não somente criar um conteúdo de qualidade, mas avaliar se seu conteúdo está otimizado para que pessoas que necessitam de acessibilidade digital possam usufruir deste conteúdo. Por isso uma boa prática é se colocar no lugar dessas pessoas. O que necessitam? De que maneira ela acessa os conteúdos digitais? E a partir disso otimizar seus conteúdos, sites e afins.

Levar sua mensagem a todos

Agora que você já sabe que somente 1% das empresas se preocupam com acessibilidade digital, chegou a hora de se juntar a esse grupo seleto e fazer a diferença. Para isso você precisa identificar quais grupos de pessoas que necessitam de acessibilidade e quais modelos deve implementar em seu site ou conteúdo para auxiliar essas pessoas.

Acessibilidade digital na prática

1º Dica – Vídeos Legendados
Procure legendar seus vídeos nas Redes Sociais, assim pessoas com deficiência auditiva poderão entender o que o conteúdo propõe.

2º Dica – Acessibilidade no Instagram
Agora no Instagram, quando você vai fazer uma publicação no Feed, existe a possibilidade de redigir em texto o conteúdo ou descrição das fotos, assim pessoas com deficiências visuais, poderão entender o conteúdo, que será narrado pela plataforma. Para utilizar esse recurso, basta clicar na aba “Acessibilidade” no momento de adicionar a descrição da publicação.

3º Dica – Acessibilidade no Site
Assim como nas redes sociais, procure legendar vídeos, otimizar artigos e instalar plugins que trazem acessibilidade aos usuários com deficiência. Além disso você pode adaptar sua central de atendimento para atender essas pessoas, oferecendo recurso de voz para os deficientes visuais.

Quer entrar para o Marketing Digital e aprimorar seus conhecimentos?
Então acompanhe o blog da Agência Sincro, toda semana postamos um artigo sobre o mundo do marketing digital.

Este foi o artigo de hoje, até o próximo!

Miguel Gomes
Gerente de Projetos.